O presidente da Confederação de futebol da Oceânia (OFC), David Chung, anunciou hoje a sua saída do cargo, devendo também abandonar funções na vice-presidência da FIFA, por “razões pessoais”.

A OFC explica que o dirigente deixa a presidência ao fim de sete anos e dez meses de mandato, numa decisão tomada “depois de muita deliberação e em que foram invocadas razões pessoais”.

Chung, de 55 anos, nasceu na Malásia, mas assumiu a presidência da Federação da Papua Nova Guiné, seu país de residência, antes de substituir à frente dos destinos da OFC Reynald Temarii, envolvido num escândalo de compra de votos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.