Thiago Silva saiu em defesa de Neymar, que confessou recentemente que o Mundial 2022 pode ser o último em que representa o Brasil.

O central do Chelsea considera que as declarações do companheiro de Seleção estão ligadas ao tipo de pressão a que está sujeito.

"É uma pressão diferente. Parece direcionada e individual, porque deixam de lado o que ele faz no campo e focam-se em coisas que não interessam. Contra a Colômbia ele não fez um jogo digno de um Neymar e sabe disso. Ele é um jogador muito especial, dá sempre conta do recado e espero que não perca a sua alegria", afirmou Thiago Silva.

"Eu já passei por momentos semelhantes, principalmente depois do Mundial 2014. Fui chamado de chorão e diziam que eu tinha uma cabeça fraca. Isso machucou-me bastante", acrescentou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.