O ex-treinador argentino Carlos Bilardo, que levou a seleção argentina ao título no Mundial do México-1986, testou positivo para o novo coronavírus, reportou esta sexta-feira (26) a imprensa de Buenos Aires.

Bilardo, de 82 anos, que sofre de doença neurodegenerativa, numa casa de repouso no bairro Almagro, na capital, onde foram detectados outros dez casos positivos de COVID-19.

“Nesse jogo, jogamos contigo Carlos”, escreveu no Twitter o clube Estudiantes de La Plata, no qual Bilardo começou a sua carreira, que teve como ponto mais alto a conquista do título mundial no México86.

Segundo a imprensa, Bilardo está assintomático e encontra-se em bom estado de saúde.

Desde que a quarentena foi decretada na Argentina a 20 de março, familiares de pacientes geriátricos estão proibidos de entrar nestes centros de saúde.

Os centros geriátricos de Buenos Aires têm sido focos de contágio de COVID-19, com mais de 4.500 casos do total de 55.330 contágios. No total, 1.184 pessoas faleceram.

Devido ao aumento exponencial de casos nos últimos dias, o governo anunciou esta sexta um endurecimento das medidas de confinamento e em Buenos Aires e na sua periferia, o isolamento social estrito voltará a ser adotado entre 1 e 17 de julho.

Conhecido como 'narigón' (narigudo), Bilardo sofre de síndrome de Hakim Adams, uma doença neurodegenerativa, um quadro que levou ao seu internamento numa unidade de tratamento intensivo no ano passado, embora se tenha recuperado e sido transferido para o centro geriátrico.

A Argentina conquistou o título mundial de 1986, ao bater na final a Alemanha (então apenas Ocidental) por 3-2, numa edição que ficou célebre pela ‘mão de Deus’ de Diego Maradona, que ‘eliminou’ a Inglaterra nos quartos de final, por 2-1.

No jogo, disputado na Cidade do México, Maradona marcou o primeiro golo da Argentina (51 minutos), num desvio com a mão, que mais tarde disse ser ‘a mão de Deus’, e fez o segundo quatro minutos depois, fintando sozinho os jogadores ingleses ainda antes do meio-campo, num lance que só terminou em golo.

Na mesma residência onde está Carlos Bilardo mais dez pessoas testaram positivo à covid-19.

A Argentina registou 55.330 casos de pessoas que tiveram positivo à covid-19 e 1.184 mortes associadas à doença.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 490 mil mortos e infetou mais de 9,68 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

*Artigo atualizado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.