O futebolista internacional belga Vincent Kompany colocou um ponto final definitivo na sua carreira para reassumir o comando técnico do Anderlecht, que representou como jogador-treinador entre maio e agosto de 2019, anunciou hoje o clube.

“Quero assumir totalmente o papel de treinador e preciso de 100% do meu tempo. É por isso que estou a deixar a minha carreira como jogador, mas a ambição permanece a mesma. Quero ficar no clube pelo menos quatro épocas e provar que o Anderlecht pode jogar um futebol moderno”, referiu Vicente Kompany os canais de comunicação do clube.

O defesa central, de 34 anos, desenvolveu uma carreira de sucesso ao longo de cerca de 17 temporadas, que o levou a jogar pelo Anderlecht (2003/2006 e 2019/20), Hamburgo (2006-2009) e Manchester City (2009/2019).

Nos ‘citizens’, Kompany registou o melhor período da sua carreira, com 360 jogos realizados e 10 títulos, entre os quais quatro campeonatos da Premier League. Pelo Anderlecht foi duas vezes campeão belga e pelo Hamburgo, em 2007, ergueu a Taça Intertoto.

Pela seleção belga, Kompany disputou 89 jogos e marcou quatro golos, tornando-se o oitavo jogador com maior número de partidas disputadas, e participou em dois Mundiais, tendo atingido os quartos de final no Brasil2014 e o terceiro lugar na Rússia2018.

Kompany reassume o comando do Anderlecht – após uma primeira experiência entre maio e agosto de 2019 - com a equipa na terceira posição do campeonato, após terem sido realizadas duas jornadas, com quatro pontos referentes a um empate e uma vitória.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.