O treinador do Espanyol, Quique Flores, salientou hoje que a relação com o futebolista equatoriano Felipe Caicedo mantém-se intacta, apesar da sua expulsão em cinco minutos no último jogo da primeira liga espanhola.

Na nona jornada da prova, o Espanyol empatou com o Eibar (3-3) no seu reduto, num jogo marcado pela expulsão do antigo avançado ‘leonino’ Caicedo, que viu um cartão amarelo aos 79 e 84 minutos, depois de ter saído do banco de suplentes aos 73.

Após o treino desta segunda-feira, Quique Flores garantiu aos jornalistas que o incidente em nada influencia a futura utilização do jogador internacional equatoriano, de 28 anos.

“Os parâmetros de seleção dos jogadores continuam os mesmos, ou seja, máxima exigência, resposta e compromisso. Sou eu que tomo as decisões acerca dos que jogam e o grupo continua com um bom ambiente”, explicou.

O ex-treinador do Benfica optou, ainda assim, por "manter em privado" o diálogo tido com Caicedo acerca da sua expulsão no jogo frente ao Eibar, no passado sábado.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.