“Foi verdadeiramente difícil, mas tudo terminou bem porque estamos na final”, afirmou o jogador holandês depois do jogo em que a Holanda venceu o Uruguai por 3-2.

“A coisa mais importante é ganhar”, prosseguiu Sneijder, que começou a época a ser dispensado pelo Real Madrid e, até chegar ao Mundial, venceu a Liga dos Campeões e ainda a Liga e a Taça de Itália, pelo Inter de Milão, de José Mourinho.

Ao contrário do técnico luso, que elege a “Champions”, o jogador holandês é, porém, da opinião que não há nada como um Mundial: “Não há nada tão grande como o campeonato do Mundo. É enorme, algo fantástico”.

Para chegar a novo título, falta apenas um triunfo: “O título? agora estamos perto”, finalizou o médio holandês, que apontou hoje o seu quinto golo na prova, igualando o espanhol David Villa na liderança dos marcadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.