“Se desperdiçámos oportunidades? Talvez, mas o importante é criá-las. A bola entrar é uma questão de tempo”, disse o jogador do Kaiser Chiefs, eleito o melhor em campo, numa manifestação de confiança para os próximos jogos.

Já o médio mexicano Andrés Guardado, que alinha no Deportivo, entende que a sua equipa “tem de aproveitar as oportunidades de golo que cria se quer ir longe no Mundial".

“Sabemos que num Mundial não vamos ter oito ou 10 ocasiões, mas duas ou três e há que aproveitá-las se queremos qualificar-nos sem problemas”, disse Guardado, que negou estar triste com o resultado, apesar de reconhecer: “Podíamos ter levado os três pontos”.

Sobre as perspectivas para o grupo A, Guardado considerou que “as quatro selecções podem seguir em frente” e que o México “depende apenas de si”, apesar de ter de defrontar “duas grandes selecções”, como são a França e o Uruguai.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.