A tia de Javier, o menino de seis anos com paralisia cerebral natural de Murcia, é que alerta para o facto de o vencedor das chuteiras de Iniesta ainda não ter reclamado o prémio. Há um ano, Andrés Iniesta, sensibilizado pela causa, enviou à família de Javier a chuteira com que marcou o golo frente ao Chelsea, que qualificou o Barça para a final da Liga dos Campeões, uma forma de ajudar a pagar os vários tratamentos.

O leilão das botas do herói espanhol renderam 100 mil euros, mas quem as ganhou ainda não reclamou o prémio.

Tudo começou quando a família de Javier enviou a Iniesta um poster e uma camisola para serem assinados pela estrela blaugrana, que seria o prémio de um primeiro sorteio. Sem demoras, a família de Iniesta contactou-os, indicando que receberiam “uma surpresa”. E assim, por correio, chegaram as chuteiras que renderam 100 mil euros.

No próximo dia 14 de Agosto, Javier vai voltar ao hospital de Filadélfia para continuar os tratamentos, que até à data têm dado bons resultados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.