O Uruguai empatou com a França sem golos no seu primeiro encontro do Grupo A.

“Não jogámos mal frente aos franceses, embora nos tenha faltado força ofensiva”, admitiu “Palito” Pereira, como é conhecido pelos seus companheiros.

Pereira é uma das apostas do treinador uruguaio Oscar Washington Tabárez para passar da defesa para as ofensivas pela esquerda, mas no jogo de início esteve muito mais contido do que habitualmente e dedicado quase exclusivamente à marcação do futebolista francês que atacava pela sua zona.

“Gerimos a ansiedade e todos pusemos o maior esforço quanto à atitude no campo. Mas está claro que nos faltou um pouco de volume de jogo”, afirmou Alvaro Pereira.

“Estivemos a analisar os defeitos e as virtudes dos sul-africanos e, além disso, conhecemo-los de um pouco antes”, acrescentou.

O Uruguai e a África do Sul enfrentaram-se em 2007 em Pretória num jogo particular que terminou com um empate sem golos.

“Recuperamos fisicamente desde o início, estamos tranquilos e a trabalhar com muita dedicação pensando na África do Sul e na forma de somar os três pontos, que serão fundamentais para a definição do grupo”, sublinhou o jogador uruguai.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.