“Gostava que os portugueses continuassem a seguir as informações e os conselhos que estão distribuídos numa brochura que foi realizada para prevenir eventualidades de surpresa relativamente a actos que possam atentar contra a segurança de pessoas e bens”, referiu.

Em Magaliesburg, de visita à selecção portuguesa de futebol, que vai disputar o Mundial2010, António Braga garantiu que tem havido entre as autoridades dos dois países “uma cooperação perfeita, que tem funcionado sem nenhuma dificuldade”.

“O Estado português continuará a cooperar como até aqui com as autoridades locais. Mas temos de ter a consciência de que a quem compete criar as condições de segurança é às forças e autoridades locais. Estamos num país democrático”, adiantou.

António Braga lembrou que foram deslocados para a África do Sul “oficiais portugueses, quer da Polícia de Segurança Pública, quer da GNR, que estão a fazer ‘interface’ com as autoridades locais, quer no relacionamento com a federação, quer com os portugueses que cá estão em visita ou da comunidade local”.

O secretário de Estado referiu ainda que há um ‘briefing’ diário entre as autoridades dos dois países, considerando que “Portugal preparou esta operação no sentido de dar conforto e acompanhamento na área consular”.

Sobre a visita à selecção nacional, António Braga referiu que “estando na África do Sul, junto dos portugueses, na comemoração do 10 de junho [Dia de Portugal], não poderia deixar de visitar a equipa de trabalho da seleção portuguesa e estar com os dirigentes da Federação”.

“Queria desejar-lhe boa sorte para o seu trabalho e para o resultado desportivo”, concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.