Entre outras matérias, o Brasil – que venceu 3-1 - queixou-se da expulsão de Kaká, enquanto a Costa do Marfim lamentou que o segundo golo da “canarinha” tivesse sido apontado depois de Luís Fabiano ter ajeitado a bola com a mão, por duas vezes.

“Não recebemos qualquer queixa. Se isso tivesse acontecido, teríamos agido e avaliado o problema”, disse o porta voz da FIFA Nicolas Maingot, na habitual conferência de imprensa diária.

Além disso, Maingot disse também que a FIFA não comenta as arbitragens caso a caso e explicou que os árbitros estão igualmente impossibilitados de comentarem o trabalho dos seus companheiros de profissão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.