O Brasil qualificou-se este domingo para os oitavos de final do Mundial, ao bater a Costa do Marfim por 3-1. Luis Fabiano bisou (25 minutos e 50') e Elano fez o terceiro (62'). Drogba ainda teve tempo para reduzir, aos 80'.

Na primeira parte, apesar do golo da equipa sul-americana, foi a Costa do Marfim quem primeiro ameaçou.Aos 15', Eboué cobrou um livre na direita e obrigou Júlio César a sacudir a bola na grande área.

Na primeira vez que chegou à área contrária, o Brasil não se fez rogado e inaugurou o marcador. Kaka abre bem para a entrada de Luis Fabiano, a bola ainda toca num defesa da Costa do Marfim, mas o jogador brasileiro consegue o resalto e depois fuzilou as redes.

A Costa do Marfim foi remetida à sua área depois do tento de Luís Fabiano, mesmo com o Brasil a não ter grandes oportunidades para ampliar a vantagem, mas a geri-la bem. Sem um futebol espectáculo, caracatristica da canarinha, o Brasil apresenta-se prático em jogo, o que até agora tem rendido bons resultados.

No entanto, os pupilos de Eriksson "acordaram" nos dez minutos finais e ainda assustaram o guardião brasileiro, mas o encontro continua a ser jogado a um ritmo muito baixo.

Aos 41', Eboué rematou forte à entrada da área com a bola a passar ao lado da baliza de Júlio César.

O Brasil entrou melhor na segunda parte e não demorou muito para ampliar a vantagem

Aos 50’, o número nove passou, por duas vezes, a bola por cima de dois defesas, amorteceu no peito e fuzilou, pela segunda vez, Boubacar Barry, sem hipóteses.

A Costa do Marfim ainda tentou reduzir e a estrela da equipa teve na cabeça a melhor oportunidade de todo o encontro. Aos 54’,  Dindane cruzou para a grande área e Drobga tentou colocar demasiado a bola e o cabeceamento saiu ligeiramente ao lado.

Mas o encontro era do Brasil e Elano só vez aquilo que os adeptos brasileiros esperavam: o terceiro golo. Kaka, que já tinha estado no passe para o primeiro golo, levou até à linha final, cruzou rasteiro para a grande área e Elano, em corrida, só teve que encostar. A defensiva da equipa africana a ficar muito mal na fotografia, a mostrar muita permissividade.

No entanto, os Elefantes ainda chegariam ao golo de honra, na segunda oportunidade de Didier Drogba, que desta vez não desperdiçou, aos 79’.
Gervinho, que substituíra Dindane, recuperou a bola ainda no seu meio campo e percorreu 70 metros. Valeu o corte da defensiva brasileira, mas Gervinho ainda recuperou, deu para Yaya Touré que colocou para a cabeça de Drogba e o 10 a fazer o 3-1.

O Brasil ainda sofreu um revés com a expulsão, aos 89’, de Kaká, que viu dois amarelos em menos de cinco minutos e está fora do jogo com Portugal, dia 25 de Junho.

Com várias entradas duras dos jogadores da Costa do Marfim, que o árbitro deixou passar, a expulsão do nº10 do escrete pareceu forçada.

O Brasil junta-se à Holanda nos oitavos de final do Mundial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.