Os “azzurri” empataram a um golo com Paraguai e com a Nova Zelândia, precisando de um triunfo frente à Eslováquia nesta terceira e última jornada, a partir das 15:00 (de Lisboa), em Joanesburgo, para alcançar a fase seguinte sem esperar pelo resultado da outra partida da “poule”.

À mesma hora, em Polokwane, os “Guarani”, do avançado do Benfica Cardozo e que só precisam de empatar para seguir em frente, enfrentam a selecção dos Antípodas, com os mesmos dois pontos acumulados pela Itália e igualmente a um triunfo do apuramento.

Contudo, a Eslováquia também pode garantir um lugar entre os 16 “sobreviventes” se ganhar à Itália e qualquer que seja o resultado da outra partida, desde que consiga vantagem face ao Paraguai na diferença entre golos marcados e sofridos.

No Grupo E, as decisões estão reservadas para o Dinamarca-Japão, pelas 19:30 (de Lisboa), em Rustenburgo, para ver quem acompanha a já apurada Holanda, que joga com os já eliminados Camarões.

Um empate é o suficiente para os nipónicos conseguirem o seu primeiro apuramento para os “oitavos” em território estrangeiro, mas a Dinamarca nunca falhou o objectivo nas suas três anteriores presenças (México1986, França1998, Coreia do Sul/Japão2002).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.