O “Foguete” da Rebordosa cumpriu o percurso em 7.46 minutos, gastando menos três segundos do que os espanhóis Jesús del Nero (CC Loulé-Louletano) e Davido Blanco (Palmeiras Resort-Tavira) e do que o grego Ioannis Tamouridis (SP Tableware).

"Eu tinha perfeita consciência de que, se não perdesse tempo para os mais directos adversários nos primeiros três quilómetros do contra-relógio, poderia tirar alguma vantagem nos últimos dois, visto que eram uma subida explosiva, à base de força. Estou satisfeito, agora temos de lutar dia a dia, mas o objectivo sempre foi chegar aqui em boa forma e agora é manter a camisola amarela", afirmou Cândido Barbosa, que somou o sexto triunfo da temporada.

Na quinta-feira, o pelotão, que já não integrou hoje a formação Crédito Agrícola, enfrenta a primeira tirada em linha do Troféu, com a ligação entre Samora Correia e Manique do Intendente, numa extensão de 166 quilómetros, propícia a fugas e a um final discutido ao “sprint”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.