Depois da sua estreia como treinador num Mundial, Maradona compareceu na sala de imprensa visivelmente satifeito e, aparentemente com apetite, pelo que as primeiras perguntas foram feitas enquanto o antigo nº 10 da Argentina comia uma maçã.

Já quanto ao jogo, o seleccionador da selecção das Pampas revelou que o facto de a Argentina ter falhado muitos golos não é uma das suas preocupações:

“Se marcarmos nos próximos jogos está tudo bem”, começou por dizer El Pibe, acrescentando que a equipa criou muitas oportunidades e foi o guarda-redes nigeriano quem evitou uma goleada. Ainda assim, reconheceu que tanto desacerto podia ter trazido um resultado mais amargo:

“Quando se falha tanto o empate costuma ser o resultado mas felizmente isso não aconteceu”, adiantando que “começar o Mundial a ganhar dá tranquilidade”.

“Demos um passo muito importante mas ainda temos de crescer como equipa”, concluiu.

Quanto à exibição de Lionel Messi, Maradona revelou o porquê do posicionamento táctico do Melhor Jogador do Mundo.

“Quero o Messi livre e perto da bola. O futebol é lindo quando ele está perto da bola.”

Já em relação ao futuro na competição e se teme algum adversário, Maradona foi lacónico:

“Nunca tive medo na vida e no futebol isso não existe. Quem tem medo fica em casa, porque este é um jogo em que se perde e se ganha.”

Para além de ser a estreia da argentina no Mundial 2010, esta noite marcou também a estreia de Maradona no banco como treinador na mais alta competição de selecções do Mundo e o campeão do Mundo em 1986 revelou que foi uma noite de emoções fortes:

“Passei por muitas emoções, especialmente antes do jogo e foi muito bonito ver tantos argentinos nas bancadas”, terminou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.