Uma réplica do futebolista português vestido com o equipamento da selecção nacional está desde hoje em exposição, ao lado dos futebolistas internacionais ingleses David Beckham e Steven Gerrard.

Para fazer a figura, que demorou quatro meses e custou 150 mil libras (cerca de 181 mil euros), foram precisas mais de 300 medições e dezenas de fotografias.

Embora ainda não tenha visto o resultado, o avançado luso disse estar entusiasmado.

“Não vejo a hora de ver pessoalmente a figura acabada”, afirmou, citado por um comunicado emitido pelo museu.

A convocação de Ronaldo para a selecção de estrelas desportivas do museu, que incluem também o piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton, o jogador de cricket Sachin Tendulkar ou o campeão de râguebi Jonny Wilkinson, vem a propósito do Mundial de futebol, que começa sexta-feira.

Apesar de estarem a milhares de quilómetros dos estádios onde se vão realizar os jogos, na África do Sul, muitos visitantes do museu Madame Tussauds querem, mesmo assim, ver de perto os seus ídolos.

“Fomos inundados de pedidos do público para incluir o Cristiano Ronaldo”, contou Liz Edwards, porta-voz do museu.

Cristiano Ronaldo não é o primeiro futebolista a entrar no famoso museu - o treinador José Mourinho entrou para a colecção em 2005, tornando-se no primeiro técnico a ser imortalizado em cera.

A exposição de figuras de cera de Madame Tussauds em Londres começou há mais de 150 anos, tendo ao longo do tempo mudado as figuras.

Além de Londres, possui outros museus em Las Vegas, Nova Iorque, Hollywood, Washington, Berlim, Hong Kong e Xangai.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.