Dez “hooligans” argentinos foram hoje detidos na África do Sul, quando aterravam no aeroporto de Joanesburgo, e serão deportados segunda-feira para Buenos Aires, informou a polícia sul-africana.

Os dez adeptos da selecção argentina de futebol, que viajam entre um grupo de oitenta pessoas, num voo proveniente de Angola, foram detidos e mantidos em instalações do aeroporto Tambo que não têm acesso público.

A polícia argentina destacou oito oficiais que estão colocados em Joanesburgo e Pretoria, onde deverão concentrar-se a maioria dos seguidores da selecção orientada por Diego Maradona durante o Mundial de futebol da África do Sul.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.