O Uruguai somou esta noite um precioso empate contra a França (0-0), em jogo da primeira jornada do Grupo A do Mundial 2010, disputado na Cidade do Cabo. Todavia, Maxi Pereira não se mostrou muito satisfeito com o desfecho da partida.

"Não foi fácil, porque a França tem bons jogadores. Queriamos ganhar, mas não perder também é importante. Agora temos outro jogo importante com o qual vamos tentar recuperar. O empate não é bom porque tinhamos confiança de que podíamos ganhar e é para isso que estamos cá", afirmou o internacional uruguaio.

A actualidade do Benfica também não passa ao lado do lateral, que comentou a possível saída de Di María para o Real Madrid e de David Luiz para o Manchester City. "Não creio que o Benfica vá ficar mais fraco. São jogadores importantes, claro, e estiveram muito bem este ano. Se forem, virão outros jogadores importantes. Temos de estar tranquilos e depois pensaremos nisso", sublinhou.

O jogador particularizou ainda o seu discurso sobre Di María, confessando que o colega não lhe disse que ia para o Bernabéu. "A mim não me disse que ia para o Real Madrid. Falávamos de outro tipo de coisas", assegurou.

Contudo, o cenário de uma saída inevitável leva Maxi a desvendar o sonho de Di María: "Sabíamos que estava num bom momento e que estava a ser observado por equipas grandes. Oxalá que possa ir, porque será bom para ele e será muito feliz no Real, mas o Benfica também é um clube grande onde qualquer jogador gostaria de jogar."

Maxi Pereira mostrou-se ainda feliz pela chamada de Ruben Amorim à selecção portuguesa: "É um companheiro, ele merecia ser chamado e fico feliz por ele."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.