No final da participação de Portugal no Mundial2010 as opiniões foram unânimes, Fábio Coentrão foi um dos melhores do plantel português, quiçá o melhor. O defesa esquerdo do Benfica demonstrou aos adversários que quem mandava no corredor esquerdo era ele.

Carlos Queiroz esteve descansado quanto à defesa do lado esquerdo nos quatro jogos que o vila-condense disputou na prova mundial. Mas não foi só na defesa que o jogador de 22 anos chamou a atenção, porque quando subia no relvado mostrava segurança e criava desequilíbrios na defesa adversária.

O público assistiu ao maior duelo de laterais do campeonato no jogo Brasil – Portugal, entre Fábio Coentrão e Maicon. O jogador do Benfica e do Inter de Milão foram espelho e reflexo por 90 minutos, em lados diferente, mas com comportamentos semelhantes.

Com Queiroz ou sem Queiroz no comando técnico, Fábio Coentrao, de 22 anos, tem ainda um futuro promissor à sua frente. O jogador do Benfica já disse que conseguiu chegar ao Mundial2010, e mostrar-se ao mundo, graças ao técnico encarnado Jorge Jesus que viu nele grande potencialidade como defesa esquerdo.

A boa exibição na África do Sul valeu a Coentrão um lugar no onze ideal do prestigiado jornal francês “L’Équipe”, sendo o único jogador português a figurar na lista.

A primeira vez que vestiu a camisola de Portugal foi no encontro da primeira mão do "Play-off" de apuramento para o Campeonato do Mundo de Futebol, frente à Bósnia-Herzegovina, e será, com certeza, uma das peças fundamentais no apuramento para o Euro2012.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.