O técnico brasileiro está na África do Sul para um encontro entre seleccionadores mundialistas, onde Carlos Queiroz, obviamente, marca também presença.

Dunga até estava bem disposto à chegada ao país anfitrião do Mundial de futebol, contudo bastou uma pergunta sobre Ronaldinho Gaúcho para que tudo mudasse.

O seleccionador canarinho afirmou que estava a haver uma campanha da imprensa para forçar a convocatória do jogador e foi muito conciso na resposta que deu: “Toda a gente quer falar sobre quem não está na selecção. Isso é normal”.

Depois de mais uma ronda de questões o assunto Ronaldinho voltou a ser tema de conversa.

Um jornalista questionou se a actual situação vivida por Dunga na selecção brasileira não era em tudo semelhante àquela pela qual passou Luiz Felipe Scolari antes do Mundial de 2002, quando a convocatória de Romário era assunto a toda a hora.

Dunga foi muito directo: “Nada disto é novo em vésperas de um Mundial de futebol. As perguntas e as respostas continuam a ser as mesmas. A pressão sobre o técnico da selecção é diferente porque o Brasil é um “continente. Cada estado quer determinado jogador na selecção, cada jornal tem o seu interesse…”

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.