A Espanha entra hoje em campo para tentar mostrar, frente a uma suíça com poucos créditos, que é a equipa favorita à conquista deste Mundial 2010, depois de ter chegado à fase final com 10 vitórias em 10 jogos. Em redor do estádio Moses Mabhida, em Durban, os adeptos das duas equipas vão soprando nas vuvuzelas mas de Espanha não devem ter vindo mais de cinco mil adeptos.

No entanto, as cores dominantes são as da bandeira espanhola. Localmente há um forte apoio à equipa de Vicente del Bosque. Torres é o nome que mais se lê e ouve nos arredores do estádio. El niño é, à semelhança de Cristiano Ronaldo, apoiado, na maioria, pelas mulheres de Durban.

Do lado masculino há a esperança de ver “as mulheres espanholas”, tal como disse ao Sapo Desporto um dos sul-africanos que vem apoiar La Roja  mas, ao que consta, haverá poucas neste jogo.

O som das vuvuzelas, mais uma vez, predomina e prevê-se que os cânticos que habitualmente ecoam nos estádios da Europa voltam a ficar abafados pelo ruído estridente desta corneta.

O ambiente começa a formar-se para receber o último jogo da primeira ronda do Mundial 2010. O pontapé de saída será às 16h00 (15h00, em Lisboa).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.