Carlos Queiroz apelidou este primeiro jogo de “final”, a primeira, na caminhada pelo Mundial, onde a Selecção quer chegar longe.

Em Port Elizabeth, onde há 550 anos desembarcou Bartolomeu Dias, “atracam” agora novos navegadores no Estádio Nelson Mandela Bay, pronto a fazer história. A selecção portuguesa vai, hoje, tentar a sua sexta vitória consecutiva em jogos oficiais, numa série onde também não sofreu golos.

O onze para este encontro ainda não é uma certeza, principalmente na lateral esquerda, com Fábio Coentrão, na sua estreia pela selecção A, e Duda a lutarem pelo lugar. Assim, a baliza, essa, estará entregue a Eduardo, devendo depois alinhar Paulo Ferreira, Bruno Alves, Ricardo Carvalho, Pedro Mendes a trinco, Raul Meireles, Deco, Simão Ronaldo e Liedson, tendo em conta os particulares.

Quanto ao adversário, a grande dúvida é a inclusão de Didier Drogba, a qual só deverá ser dissipada mesmo perto do início da partida.

O encontro entre Portugal e a Costa do Marfim, que abre as hostes no Grupo G, está agendado para as 16:00 (15:00 em Lisboa) e será arbitrado pelo uruguaio Jorge Larrionda, que já dirigiu o particular Brasil-Portugal, com os lusos a perderem por 6-2.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.