O primeiro conselheiro da Embaixada de Portugal na África do Sul, sediada em Pretória, capital administrativa, deslocou-se esta manhã a Magaliesburg e, juntamente com o Intendente da PSP, esteve no hotel para falar com os jornalistas vítimas de assalto.

Após analisada a situação, chegaram à conclusão que o lodge não reúne as condições mínimas necessárias para que os jornalistas continuem ali alojados e a solução passa por um hotel ou em Joanesburgo ou em Pretória (que fica a cerca de 90 quilómetros de Magaliesburgo).

Além disso, a embaixada portuguesa está a tomar medidas em conjunto com a policia sul-africana de forma a que os jornalistas que estão a fazer o acompanhamento da Selecção tenham escolta policial durante as deslocações e até mesmo nos hotéis.

Três jornalistas, dois portugueses e um espanhol, foram esta madrugada vítimas de assalto no hotel onde dormiam. Um dos suspeitos já foi detido e parte do material roubado recuperado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.