O jogo começou às 15:30 (19:30 em Lisboa) e foi transmitido ao vivo para os adeptos da selecção brasileira que lotaram as areias da praia para vibrar os craques no ecrã gigante montado na arena da FIFA.

“Vim para curtir a festa e beber bastante cerveja”, disse à Lusa entusiasmado o carioca William Silva, de 28 anos, que chegou horas antes do início da partida para pegar um bom lugar na areia.

“Espero que o Brasil, no segundo tempo, seja o Brasil de sempre. Ainda dá para sair pelos menos dois golos. Ficar zero a zero não dá”, garantiu o carioca que acertou na previsão.

No segundo tempo, os golos de Maicon e Elano animaram a torcida de verde e amarelo na praia de Copacabana.

“A festa (da Copa do Mundo) é óptima, como sempre o brasileiro é empolgado. A Copa não deixa de ser Carnaval. Eu, como brasileiro, nunca desisto”, afirmou.

A emoção, que não esmoreceu com o golo do norte-coreano Ji Yun-nam, foi tamanha que os brasileiros ocuparam todas as ruas do bairro mais famoso do Rio de Janeiro.

Este foi apenas o primeiro dia de jogo do Brasil na Copa do Mundo. Para os próximos dias, a torcida brasileira promete acompanhar cada passo dos futebolistas da selecção de Dunga e não dar trégua na comemoração.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.