Os organizadores do campeonato seleccionaram uma empresa por cada indústria e no caso das novas energias a escolha recaiu sobre a Yingli Green Nergy Holding Co, com sede em Baoding, norte da China, noticiou o mesmo jornal.

A empresa, especializada na produção de painéis solares, foi fundada em 1998. Está cotada na Bolsa de Nova York e no próximo verão deverá abrir uma fábrica nos Estados Unidos.

O estatuto de patrocinador oficial do Mundial de 2010 obtido pela Yingli “ilustra o progresso tecnológico da China na área da energia verde e o compromisso do país na protecção ambiental”, disse o presidente da empresa, Miao Liansheng.

A projecção alcançada pela Yingli coincide, contudo, com um dos piores momentos do futebol chinês.

Vários responsáveis do sector foram presos por corrupção e no ranking da FIFA a China está hoje no 87º lugar.

A China só conseguiu qualificar-se uma vez para a fase final de um Mundial: em 2002, na Coreia do Sul.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.