Conformado com o resultado, o seleccionador australiano admitiu que não era esta a estreia que esperava como seleccionador num Mundial.

“Estamos desapontados com o resultado. A Alemanha foi muito melhor, especialmente na primeira parte, em que o nosso meio-campo não esteve em bom plano. Na segunda parte estivemos muito melhor, mas o vermelho ao Cahill complicou ainda mais as coisas”, analisou.

O treinador holandês assumiu responsabilidade pela derrota e lançou o objectivo dos “socceroos” para os dois desafios que faltam, frente ao Gana e à Sérvia.

“Temos de ganhar os dois próximos jogos e quanto a isso não há volta a dar. O próximo jogo é já uma final que temos de ganhar”, terminou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.