Carlos Queiroz vincou a sua convicção numa selecção portuguesa melhor durante o Mundial 2010: "Toda a equipa está a voar e estaremos melhor no Mundial."

O seleccionador assumiu os aspectos que têm ainda de ser melhorados e desvendou também alguma falta de rotina dos jogadores com a bola do Campeonato do Mundo, a Jabulani, que tem estado sob críticas de várias selecções.

"Trocámos bem a bola, fizemos bons movimentos. Temos de encontrar-nos melhor com a bola, que é muito rápida. Bate no chão e tem trajectórias imprevisíveis. No jogo a um toque, dois toques, temos de adaptar-nos melhor", frisou.

"É importante jogar bem e fazer golos", rematou Queiroz, satisfeito por ver a equipa mais próxima das suas aspirações.

Em conferência de imprensa, Carlos Queiroz deixou ainda uma mensagem a Zé Castro, internacional português que não fará parte da lista de 23 convocados para o Mundial2010.

“Quero só realçar o profissionalismo, rigor, empenho e seriedade com que Zé Castro encarou este estágio na Covilhã, que por muitas vezes faz falta a este mundo do futebol”, frisou o seleccionador nacional.

Para rematar, Queiroz deixou umas palavras de agradecimento às pessoas da Covilhã, cidade que a Selecção abandona após 18 dias de estágio, e ainda às entidades envolvidas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.