O capitão da selecção francesa, Patrice Evra, estimou que os franceses, derrotados esta quinta-feira pelo México (2 a 0) e prestes a serem eliminados na primeira fase, não são "uma grande equipa" e estão próximos de "uma grande catástrofe".

"Não há nada a dizer, a não ser que é uma grande catástrofe. Não esperava a derrota, mas é preciso digeri-la. Quando se sai de um Europeu na primeira fase e depois se cai também na primeira fase num Mundial, dá-te vontade de abandonar o futebol".

"Não somos uma grande equipa em campo. Não vou começar a dizer o que não funciona, direi às pessoas o que devo dizer.

Contra Uruguai (0 a 0) fiquei frustrado porque podíamos ter ganho, acredito que estivemos sólidos. Esta noite também, até o segundo tempo".

Evra lamentou ainda o facto de a selecção francesa não ter "aprendido as lições do Europeu", mas lembrou que o Mundial "ainda não terminou" e que agora a equipa, que tem poucas hipóteses de passar aos oitavos de final, deve "salvar a honra" contra a África do Sul, na terceira e última jornada do Grupo A.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.