A carta com os motivos pelos quais os jogadores franceses não treinaram foi lida à imprensa pelo seleccionador, Raymond Domenech.

“Todos os jogadores da equipa francesa, sem excepção, desejam afirmar a sua oposição à decisão tomada pela Federação Francesa de Futebol de excluir Nicolas Anelka”, pode ler-se na carta.

Com uma má campanha neste Mundial (um empate e uma derrota), a selecção vice-campeã do Mundo viu ainda a situação ser agravada quando foi tornada publica, pelo jornal L’Équipa, uma discussão entre o avançado e o treinador, com Anelka a insultar Domenech no final da derrota com o México.

Depois disso, a Federação gaulesa decidiu excluir o jogador do Mundial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.