"O importante não é vender todas as entradas, mas sim que estejam ocupados todos os lugares", disse hoje o secretário-geral da FIFA, Jerome Valcke, pedindo aos patrocinadores para devolverem os bilhetes ainda não distribuídos pelos clientes.

A ideia da FIFA é conseguir reunir todos os bilhetes entregues aos patrocinadores e ainda não distribuídos pelos clientes, de modo a conseguir vendas suplementares.

"Vamos fazer tudo para conseguir ter os estádios cheios. Nestes próximos 62 dias vamos dar tudo por tudo", acrescentou.

A quinta e última fase de vendas de bilhetes também pode aumentar a adesão, já que, agora, podem comprar-se as entradas nas nove cidades sede da prova.

Os bilhetes estão à venda em 16 lojas da cadeia de supermercados Checkers, em 600 agências do banco FNB e ainda em 11 centros da FIFA já instalados no país.

A venda na internet, de acordo com os responsáveis locais, não se identifica com a cultura sul-africana.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.