“Daquilo que vi, não há seguramente nenhuma divisão”, afirmou à BBC Adrian Bevington, director geral do “clube Inglaterra”, acrescentando o seu apoio ao seleccionador Fabio Capello, “que tem contrato até 2012”.

“Quando os resultados não são particularmente bons, ouvimos sempre histórias de discórdia no seio do grupo”, segundo Bevington, que afirmou que os ingleses “são unidos como os dedos das mãos”.

Terry anunciou domingo a realização de uma reunião na qual os jogadores manifestaram o seu descontentamento com Capello, contestando algumas opções tácticas, além de criticarem o autoritarismo do seleccionador. Mas, de acordo com a imprensa inglesa, Terry não pediu a palavra durante a reunião, a pedido de alguns companheiros de equipa.

A Inglaterra treinou hoje de manhã, sessão durante a qual não participaram o defesa central Ledley King (lesão nos adutores) e o médio Michael Carrick (tornozelo). O primeiro estará ausente para disputar o encontro com a Eslovénia, na quarta-feira, um jogo para o qual o médio, que não é titular, deverá estar apto para entrar.

Após dois empates contra os Estados Unidos (1-1) e a Argélia (0-0), a Inglaterra tem de vencer a Eslovénia para assegurar a passagem aos oitavos de final do Mundial2010.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.