De acordo com um funcionário da agência, o inquérito vai incidir ainda sobre a actividade de um dirigente da federação no activo.

“Essas pessoas são objecto de um inquérito por má gestão de fundos à sua responsabilidade”, disse Femi Babafemi, porta-voz da Comissão Contra a Criminalidade Financeira e Económica.

Está debaixo das investigações os antigos dirigentes Abdullahi Sani Lulu, ex-presidente da federação, Amanzi Uchegbulam, vice-presidente, Taiwo Ogunjobim, membro do Comité Executivo e Bolaji Ojo Oba, ainda secretário-geral da federação.

O desempenho da selecção da Nigéria no Mundial2010 – um empate e duas derrotas – provocou a ira do presidente nigeriano Goodluck Jonathan, que decidiu unilateralmente suspender por dois anos da competição a equipa nacional.

A decisão do presidente acabou por ficar sem efeito depois de a FIFA ter ameaçado suspender todas as selecções deste país africano, assim como os clubes, de participarem em competições sob a sua égide, uma vez que os seus estatutos impedem a ingerência no futebol a entidades externas ao mesmo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.