A festa instalou-se hoje em toda a Espanha com dezenas de milhares de pessoas a saírem às ruas no centro das principais cidades onde acompanharam, em ecrãs gigantes a histórica vitória espanhola no Mundial de 2010.

Foguetes, buzinões e bombos deram o som à festa espanhola com gritos de “campeões, campeões” a ouvirem-se repetidamente em toda a Espanha que depois dos festejos da vitória no Europeu de 2008, se sagrou hoje campeã do mundo.

Em Madrid, o histórico Paseo de Recoletos, onde estão dos dois museus mais importantes de Espanha – Prado e Thyssen – foi um dos centros da festa com dezenas de milhares de pessoas a encherem a rua até à Praça de Cibeles.

Cibeles voltou a ser o coração da festa, com a polícia a cercar desde cedo a histórica fonte para impedir que os adeptos espanhóis celebrassem a vitória com o tradicional banho.

As cenas repetiram-se em todas as cidades, nas pequenas localidades e nas casas dos espanhóis onde se ouviram gritos e vivas a Espanha.

Em Saragoça a multidão concentrou-se apesar da chuva e em Madrid e noutras cidades o intenso calor durante a tarde não impediu que os adeptos espanhóis se tenham concentrado, desde cedo, próximo dos muitos ecrãs gigantes instalados.

O trânsito nas grandes cidades praticamente parou com o início do jogo depois de hoje, durante todo o dia, se tornarem comuns os carros decorados com as bandeiras espanholas.

Quase de imediato, assim que terminou o jogo, a foto de Iniesta passou a dominar as manchetes de praticamente toda a imprensa espanhola.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.