A FIFA reconheceu hoje que pode haver algo de errado com a bola “Jabulani”, escolhida para o Campeonato do Mundo de futebol, mas não vai agir sobre o problema antes de a competição terminar.

Depois de muitas queixas dos jogadores, o secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, afirmou: “Não somos surdos. A FIFA não tem falta de receptividade ao que tem sido dito sobre a bola”.

Valcke disse em conferência de imprensa que a FIFA vai discutir o assunto com treinadores e jogadores após o campeonato mundial e depois encontrar-se com a Adidas, fabricante da bola.

Muitos jogadores têm comparado a “Jabulani” a uma bola comprada num supermercado, dizendo que é demasiado imprevisível e que se eleva no ar com excessiva facilidade.

“Há regras para o tamanho e peso. Mas a bola tem de ser perfeita”, considerou Valcke.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.