O golo tinha sido atribuído, na própria baliza, ao médio brasileiro Felipe Melo, que desviou de cabeça um centro de Sneijder, não permitindo a intervenção do guarda-redes Júlio César, curiosamente também jogador do Inter.

Desta forma, Sneijder entra para a história como o autor dos dois golos (53 e 68 minutos), já que também foi ele a marcar o segundo, este de cabeça, depois de um canto na direita de Arjen Robben e um primeiro toque de Dirk Kuyt.

Com este tento, o holandês passa a somar quatro golos e junta-se ao argentino Gonzalo Higuain, ao checo Robert Vittek e ao espanhol David Villa na liderança dos marcadores do Mundial2010, na África do Sul.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.