Os erros de arbitragem nos jogos dos oitavos de final, entre Alemanha e Inglaterra e Argentina e México, e a polémica que levantaram, levaram a FIFA, esta segunda feira, a dar indicações aos responsáveis pelos vídeos dos ecrãs dos Estádios do Mundial para que não sejam difundidas as repetições de lances duvidosos durante os jogos.

O objectivo é evitar a contestação das decisões do árbitro, evitando incidentes como os ocorridos no Argentina – México, em que os jogadores mexicanos rodearam o árbitro para contestar a decisão do fiscal de linha, que validou o golo em fora de jogo de Carlos Tevez.

A contestação dos jogadores mexicanos cresceu de tom quando a repetição do lance passou nos ecrãs enquanto decorria o jogo. Os jogadores pediram ao árbitro que observasse a jogada e anulasse a decisão do fiscal de linha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.