A Alemanha inaugurou o marcador, aos 19 minutos, por Muller, mas viu-se em desvantagem aos 51, com o tento de Forlan, já depois de Cavani também ter marcado (28). Porém Jansen, aos 56, e Khedira, aos 82, voltaram a colocar a “Mannschaft” na rota do pódio.

"É a diferença das grandes equipas como a Alemanha, que têm a sorte que nós não tivemos. Mantêm a cabeça fria e aquelas pequenas coisas permitem-lhes ganhar. Para o Uruguai, é o começo de um novo ciclo. Pessoalmente, estou feliz pelo que fiz. Mostrei ao Mundo quem é Fucile", afirmou o defesa uruguaio do FC Porto.
ou feliz pelo que fiz" 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.