“Tenho 32 anos e, tendo em conta o posto que ocupo, penso que é normal ceder o meu lugar a jogadores mais frescos”, explicou Gattuso, na conferência de imprensa da selecção transalpina, no “quartel-general” de Irene.

O futebolista do AC Milan afirmou, no entanto, que pretende voltar à principal competição do futebol: “Depois, o meu objectivo passa cumprir um Mundial como seleccionador italiano”.

Gattuso é o segundo dos 23 jogadores que representam a campeã mundial Itália no Mundial2010 a anunciar o abandono da “squadra azzurra”, depois do central e “capitão” Fabio Cannavaro, jogador mundial do ano em 2006.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.