Uma selecção “sem ideias e sem nenhuma vontade” foram as palavras escolhidas pelo L´Équipe, o mais importante periódico desportivo gaulês, que na sua crónica acrescentou: “Os jogadores de Raymond Domenech (técnico francês) não estiveram”.

Já o diário Le Monde realça que a França “se inclinou” perante uns mexicanos “superiores e merecedores”, adiantando que logo de início que “os companheiros do capitão Marques (Rafael) se mostraram mais perigosos e conseguiram mais ocasiões de golo”, além de que um empate entre mexicanos e uruguaios na última ronda apura as duas equipas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.