O técnico alemão, Joachim Low, defendeu que ambos os conjuntos "mobilizaram todas as suas forças para regressar a casa sem as mãos vazias" depois das “desilusões das meias-finais".

"Na segunda parte, viu-se a força mental da equipa para resistir e alcançar a vitória. Estou satisfeito. A equipa merece. No cômputo geral, conseguimos algo que não era esperado há oito ou nove meses", destacou Low.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.