O seleccionador da Argentina, Diego Maradona, disse hoje que a equipa fez “o jogo perfeito, sem falhas”, na vitória sobre a Coreia do Sul, por 4-1, na segunda jornada do grupo B do Mundial de futebol 2010.

“Quero felicitar os meus jogadores pelo que fizeram durante o jogo, fruto do trabalho dos treinos. Saiu tudo muito bem. Tenho 23 feras que sentem a camisola e prontos a sair para a luta e isso deixa-me tranquilo e feliz”, disse Maradona, na conferência de imprensa no final do Argentina-Coreia do Sul, que deu a segunda vitória à equipa sul-americana e a liderança no grupo B, com 6 pontos.

Maradona considerou mesmo que a sua equipa merecia “um triunfo assim”, depois do que demonstrou frente à Nigéria, apesar de essa primeira exibição na África do Sul “não se ter reflectido no resultado final”, uma vitória por 1-0.

A satisfação de Diego Maradona foi ao ponto de, desafiado por um jornalista, ter arriscado o título que colocaria na crónica do jogo: "Argentina jogou uma grande partida e foi impecável”.

Ainda de acordo com Maradona, campeão do Mundo de futebol em 1986, no México, salvo o erro de Demichelis que permitiu o golo da Coreia do Sul, o jogo “foi todo da Argentina”.

Maradona escusou-se a comentar o que resta da competição, assumindo que a segunda vitória em dois jogos dá tranquilidade à equipa.

“Interessa-nos seguir o caminho traçado. Não vamos desviar-nos a pensar em rivais ou em possíveis adversários no futuro”, concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.