“O sistema que escolhemos pode adaptar-se às diferentes coisas com que a França nos poderá confrontar”, justificou o treinador dos “celestes”, quando questionado pela inclusão inesperada do defesa Maurício Victorino (Universidade Chile) e do médio Egídio Arevalo Rios (Peñarol).

Relativamente à goleada por 4-1 imposta a Israel, a 26 de Maio, saem da equipa titular Andres Scotti (Colo Colo) e Walter Gargano (Nápoles).

Além dos laterais que actuam em Portugal, Tabarez anunciou que vai apostar no veterano Diego Forlan (Atletico Madrid) e no melhor marcador da Liga holandesa, Luis Suarez (Ajax), como dupla mais avançada, apoiados pelo criativo Ignacio Gonzalez (Valência).

Frente aos gauleses, o Uruguai começará em “3-4-3”, com Fernando Muslera na baliza, três defesas (Mauricio Victorino, Diego Lugano e Diego Godín), um meio-campo com Maxi Pereira, Diego Pérez, Egidio Arévalo Ríos e Álvaro Pereira e Ignacio González nas costas de Diego Forlán e Luis Suárez.

O Uruguai parte quinta feira de Kimberley, seu quartel-general sul africano, em direção à Cidade do Cabo, local do encontro com a França, sexta feira, na primeira jornada do Grupo A, no Estádio Green Point, a partir das 20:30 locais (19:30 em Lisboa).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.