No dia em que completou 26 anos, o internacional uruguaio garantiu estar “muito satisfeito” por representar o país na prova e explicou que a prenda “perfeita” seria o triunfo sobre a França, logo na primeira jornada do Grupo A.

“A selecção está tranquila, embora seja certo o crescimento da ansiedade com o aproximar do dia do jogo. Estou muito satisfeito por estar no Mundial, ainda para mais cumprindo o meu aniversário durante o torneio”, disse.

Para Maxi Pereira, defrontar França é um “desafio lindo para qualquer jogador”, já que esta selecção tem “atletas que representam as melhores equipas do Mundo”.

“Vamos lutar pela vitória, mas não perder também serve. O Uruguai pode deixar uma boa imagem neste Mundial. Alguns pensam que estamos aqui só para cumprir calendário, mas nós temos aspirações importantes”, concluiu o benfiquista.

O Uruguai foi campeão em 1930 e 1950, no próprio país e no Brasil, respectivamente.

Além de França, o Uruguai joga ainda com a África do Sul e com o México na fase de grupos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.