O Levezinho não foi titular, mas assim que entrou “facturou” e assumiu estar”feliz por participar nesta história da selecção, não só pelo resultado, mas também pela exibição”.

“Nada está ganho, foram sete golos, mas pontos foram só três. Temos de manter a cabeça no lugar e sexta temos outro jogo. Entrámos bem e a equipa está de parabéns”, sublinhou.

Além de marcar, Liedson ainda fez o passe para o final do jejum de Ronaldo.

“Eu ganho a bola, mas o Ronaldo estava mais adiantado e mais próximo e fez o golo. Ele não sentia pressão. Espero que agora comece a sair naturalmente”, frisou.

Já na sexta-feira, o derradeiro jogo contra o país que o viu nascer.

“Contra o Brasil não vai ser estranho. Espero jogar de início, mas respeito as opções do seleccionador. Vou procurar fazer o melhor por Portugal e se marcar vou festejar. Os golos são para ser comemorados”, disse Liedson.

Portugal goleou hoje a Coreia do Norte por 7-0, no segundo jogo do Grupo G do Mundial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.