Dirk Kuyt utilizou por várias vezes, em conferência de imprensa a palavra “medo”, talvez para exorcizar fantasmas criados pela forma como a selecção espanhola se apresentou em campo frente à Alemanha.

O jogador do Liverpool está confiante que a Holanda irá trazer ao de cima as debilidades do seu adversário, algo que os germânicos não conseguiram. Mas para isso, Kuyt tem uma explicação na ponta da língua: “Não temos medo nenhum. Podia-se ver que os alemães tinham medo da Espanha. Eles não se preocuparam em atacar. Nós vamos fazê-lo e então as debilidades do adversário virão ao de cima. Se jogas como os alemães perdes de certeza”.

Respira-se confiança no balneário da “laranja mecânica” e Kuyt é o porta-voz da mensagem: “Nenhum dos nossos jogadores tem medo e nenhum se sente pequeno ante os rivais. Há respeito, mas medo não (…) O futebol holandês é sempre muito forte e em todos as competições que jogamos mostramos qualidade”.

O internacional holandês terminou a conferência de imprensa como começou, sem medo de ninguém: “Penso que podemos vencer qualquer adversário”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.