Em entrevista ao jornal A Bola, Deco afirmou que Portugal tem valor para derrotar selecções com o nível da Espanha, Argentina e Brasil: “Não há obrigação de sermos campeões, embora ache que há selecções tão boas como a nossa, mas nenhuma melhor. Devemos, em primeiro lugar, tentar passar a primeira fase. Sermos eliminados seria, de facto, uma grande decepção. Acredito que vamos ser apurados e que tudo é possível. Num só jogo podemos perfeitamente ganhar a Espanha, à Argentina ou ao Brasil. Com os jogadores que temos, sinceramente, não vejo ninguém superior”.

Já em termos individuais, o jogador diz estar pronto para fazer uma grande prestação: “Estou a preparar-me da melhor forma e vou chegar bem ao Mundial. Vou estar a 100 por cento em termos físicos e mentalmente vou estar disponível, com a motivação nos índices máximos. Acredito, sinceramente, que vou fazer um grande Mundial”.

Durante a fase de grupos, Portugal terá pela frente a formação brasileira. Deco já teve a oportunidade de defrontar a selecção do país no qual nasceu aquando da sua estreia pela equipa das quinas. Agora, antevendo o próximo jogo entre as duas formações no Mundial, o internacional português admite que vai ser um jogo especial mas não mais do que isso: “É um jogo especial, por ser brasileiro, por ter toda a minha vida ligada ao Brasil. Claro que é um jogo diferente de todos os outros, mas evidentemente que quero vencer. Quis jogar por Portugal e vou defender a camisola até ao fim”.

Portugal tem estreia marcada no Mundial de futebol no dia 15 de Junho diante da Costa do Marfim.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.