Os quartos ainda não estão atribuídos mas em Magaliesburg há quem aposte que Ronaldo irá ficar com o número 7. O mesmo que o craque exibe na sua camisola ao serviço da selecção.

Carlos Queiroz escolheu uma zona isolada para obrigar os jogadores a estarem, o mais possível, concentrados nos jogos do Mundial 2010. O Hotel Valley Lodge, localizado em Magaliesburg, a cerca de duas horas de carro de Joanesburgo, apresenta infra-estruturas de luxo mas ainda estão a ser feitos algumas melhorias, pedidas pela Federação Portuguesa.

A obra de maior envergadura é o spa pedido pela Federação Portuguesa de Futebol. Neste local, que deverá ficar pronto antes do final de Abril, serão instalados “banhos turcos, piscinas aquecidas e jacuzzi. Estes são alguns dos requisitos pedidos pela Federação”, disse Mike Simpson ao Sapo Desporto.

Os quartos do hotel Valley Lodge, onde a selecção vai estagiar, estão a ser preparados com todos os luxos para receber os jogadores portugueses. As comitivas que tentaram agendar o seu estágio neste local, como a brasileira, pretendiam reservar um quarto para cada dois jogadores mas no caso português, ficará apenas um por quarto. Uma tentativa de dar alguma privacidade aos jogadores durante o mês de permanência na África do Sul.

Televisões de ecrã plano, para jogarem jogos de vídeo, são apenas um dos pormenores já incluídos nos quartos dos jogadores. Mas a zona envolvente permite aos jogadores relaxar nos momentos em que Queiroz os liberta dos treinos. As actividades ao ar livre, apesar de limitadas, essencialmente por causa do frio, também permitem algum contacto com a natureza. O director executivo do hotel, Mike Simpson, recebeu o Sapo Desporto e garantiu que os jogadores poderão “apreciar alguma vida selvagem nos seus momentos de descanso”.

Os quartos ainda não estão atribuídos mas em Magaliesburg há quem aposte que Ronaldo irá ficar com o número 7. O mesmo que o craque exibe na sua camisola ao serviço da selecção.

Em pleno Inverno na África do Sul, Mike Simpson diz que “de manhã faz frio, aquece durante a tarde, mas não chove neste período em Magaliesburg”. No entanto, garante que os jogadores vão estar bem protegidos contra qualquer intempérie. Ainda ao nível da segurança, o director executivo de Valley Lodge garante que o local tem uma história bastante positiva mas, mesmo assim, estão a ser “tomadas medidas adicionais em conjunto com as forças de segurança”.

Nos 250 hectares da propriedade onde está instalado o hotel, existe uma capela. Um local onde a selecção poderá pedir orientação para os momentos mais apertados. Com ou sem nossa senhora do Caravaggio, Queiroz e os jogadores, crentes ou não, terão de contar com todo o apoio para chegar o mais longe possível no Mundial 2010.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.