O jornal “Correio da Manhã” revela hoje na sua edição que o contrato que o seleccionador nacional celebrou com a FPF, até 2012, prevê que Carlos Queiroz receba 10% dos prémios atribuídos pela FIFA ao órgão dirigido por Gilberto Madaíl.

Assim sendo, a FPF recebeu do órgão máximo que tutela o futebol 7,2 milhões de euros pela passagem aos oitavos-de-final, o que resultou num prémio para o seleccionador nacional de 720 mil euros.

A esse valor a FIFA pagou ainda à Federação gerida Gilberto Madaíl, 800 mil euros em ajudas de custo, recebendo assim Carlos Queiroz mais 80 mil euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.