Ruben Amorim não é opção para Queiroz para o jogo dos oitavos-de-final. Carlos Queiroz confirmou esta tarde que o médio do Benfica continua a tentar debelar a lesão que o afecta desde que chegou à África do Sul para substituir Nani.

Para o jogo com a selecção espanhola Queiroz garantiu esta tarde que conta “com 23 jogadores, 22 porque o Ruben ainda não está em condições”. O seleccionador nacional diz que ainda não analisou os jogos de La Roja neste campeonato e que apenas os viu “em termos de entretenimento”.

Só hoje, de acordo com o seleccionador nacional, juntamente com a equipa técnica que analisou as partidas da selecção espanhola na fase de grupos, será feito um estudo minucioso da estratégia a aplicar no jogo de dia 29.

Sobre o futuro dos navegadores neste campeonato, Queiroz garante que “o melhor de Portugal ainda está para vir”.

Nesta fase, adianta o seleccionador nacional, “não há margem para erros”. Referindo que os oitavos “são jogos emotivos e muito tensos”, Queiroz acredita que “todos os adversários são difíceis e todos têm cinquenta por cento de possibilidades, não há margem para erros, é tudo para o ganhador e nada para o perdedor” e, por isso mesmo, a selecção “tem de tentar fazer o melhor” ao seu alcance.

Sob as ordens de Queiroz os navegadores estão preparados “para deixar tudo dentro do campo” pois, de acordo com o seleccionador, a equipa tem apenas uma coisa em mente: “Prolongar a presença aqui no campeonato do mundo”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.