O presidente da FIFA, Joseph Blatter, teve de pedir desculpas às federações inglesa e mexicana pelos graves erros de arbitragem cometidos nos seus jogos, tendo os ingleses visto ser anulado um golo depois da bola ter claramente ultrapassado a linha de golo, enquanto os mexicanos viram ser validado um golo à Argentina numa posição clara de fora de jogo.

Segundo Jerome Valcke, o actual sistema, de um árbitro, dois fiscais de linha e um quarto árbitro, poderá ser mudado para mais dois assistentes, cada um junto às balizas, para evitar erros como o do uruguaio Jorge Larrionda, que negou o golo à Inglaterra.

“Se quatro olhos podem ajudar o árbitro principal, porque não utilizá-los”, questionou Valcke durante uma entrevista à cadeia televisiva BBC, dizendo mesmo: “Eu diria que este é o último Mundial com o actual sistema de arbitragem”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.